Entrevista com Fernando Zavicks

Entrevista com Fernando Zavicks

Fernando Zavickis: “O bailarino é um trabalhador especial, pois ele nunca se forma”

Dom-Quixote-Lina-Penteado-Fernando-Zavicks

Sempre em busca do aprimoramento da técnica e da perfeição, a academia íris Ativa – Lina Penteado preparou mais um curso de férias, que acontece de 1 a 12 de julho, com o professor Fernando Zavickis. Confiram a entrevista:

IALP- Como será seu curso?

Assim como no ano passado, meu curso é direcionado ao aprimoramento e aperfeiçoamento da técnica clássica. Será composto por exercícios na barra e no centro, assim como em toda aula de ballet. Meu objetivo será “limpar” ao máximo os movimentos dos alunos, com ênfase na postura, trabalho de pés e dinâmica.

Há séculos a aula de ballet é composta por passos na barra e no centro. O que nós, trabalhadores da dança fazemos é justamente aprimorar a cada dia, a cada mês, a cada ano os mesmos movimentos.
E é aí que eu entro. O bailarino é um trabalhador especial, pois ele nunca se forma. Ensaiar no francês é “répéter”, ou seja, essa é a nossa sina: encontrar a cada dia a dança e a perfeição na repetição.

IALP – No que sua aula contribui para a formação do bailarino?

Minhas aulas serão intermediárias e avançadas. Quem se encaixa nesses níveis já aprendeu os passos de ballet. O upgrade será o estudo e a descoberta do mesmo movimento por novos caminhos, trazendo a excelência na técnica clássica.

IALP – Conte como foi sua formação…

Por mais que ainda muito jovem (22 anos) já trabalhei em companhias de dança de renome nacional e internacional. Estudei com grandes mestres de todas as metodologias.

Dentro da técnica do ballet clássico temos diversos caminhos e maneiras de alcançar o mesmo objetivo, existem as escolas russa, inglesa, francesa, cubana. Cada uma com suas características e particularidades. Minha formação escolar foi através da escola inglesa, mas ao longo da minha carreira profissional tive contato também com as outras técnicas.

É possível escrever a dança, falar sobre dança, mas a dança só se resolve no corpo. Eu serei a ligação indireta desses alunos com os grandes mestres da dança com quem trabalhei. O que me foi ensinado será traduzido a esses futuros bailarinos nessas duas semanas de aula.

Atuações de Fernando Zavicks

São Paulo Companhia de Dança – Direção Iracity Cardoso e Ines Bogea (2008 a 2010), dançou nas obras:

  • Les Noces, de Bronislava Nijinska
  • Poligono, de Alessio Silvestrin
  • Ballo, de Ricardo Scheir
  • Gnawa, de Nacho Duato

Cisne Negro Cia de Dança – Direção Hulda Bittencourt (2011 a 2012), com as (principais) obras :

  • Além da Pele, de Patrick Delcroix
  • Sabiá, de Vasco Wellenkamp
  • Fruto da Terra, de Itzik Galili
  • Trama, de Rui Moreira

Ballet Contemporâneo del Teatro San Martin (Argentina, Buenos Aires, de 2012 a 2013) – Direção Mauricio Wainrot.
Flamma Flamma, de Mauricio Wainrot

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *